29/06/2020

Police Neto é o convidado deste sábado (4/7) para encerrar a série de Conferências de Imprensa e Entrevistas Coletivas do 13º curso Descobrir São Paulo, Descobrir-se Repórter.

A participação do vereador José Police Neto (PSD) na Conferência de Imprensa seguida de Entrevista Coletiva do 13º módulo Descobrir São Paulo, Descobrir-se Repórter será neste sábado, quatro de julho, das 10h às 11h30, com transmissão ao vivo pela TV Câmara. O tema da coletiva será sobre as políticas de mobilidade no município em plena emergência sanitária.

Police Neto está em seu quarto mandato como vereador. Cursou Ciências Sociais na Universidade Federal de São Carlos e sua atuação é marcada por assuntos que dizem respeito à qualidade urbanística na cidade como mobilidade, habitação, revitalização de espaços públicos e planejamento urbano. Em 2008, foi apontado como o melhor vereador da Câmara Municipal - título dado pela ONG Voto Consciente e pela Veja SP. Ao longo de 2009 e no primeiro semestre de 2010, foi relator da revisão do Plano Diretor Estratégico da cidade. Eleito presidente da Câmara em 2011, foi reeleito em 2012. É autor do Projeto de Lei nº 421/2015, que serviu de base para a regulamentação dos aplicativos de transporte na capital paulista, do Programa Bike SP (Lei nº 16.547/2016), e do Estatuto do Pedestre (Lei nº 16.673/2017).
A atividade do Projeto Repórter do Futuro promovida em parceria pela OBORÉ e Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo tem como foco “A vida da cidade no contexto da pandemia do coronavírus”. O módulo tem o apoio da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), do Instituto de Estudos Avançados (IEA-USP), Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) e TV Câmara. A coordenação pedagógica está a cargo dos jornalistas Ronald Sclavi e Sergio Gomes. A pauta dos encontros com as vereanças são as ações em curso nos respectivos mandatos parlamentares que buscam responder aos desafios atuais da gestão de uma megalópole como São Paulo.

Na aula de abertura, dia 9 de maio, os estudantes receberam Patrícia Campos Mello, uma das maiores jornalistas em atividade no País, para tratar do tema “Novos protocolos para entrevistas jornalísticas em tempos de emergência sanitária”. Participaram do debate Aldo Quiroga, veterano das redações e um dos coordenadores pedagógicos do PRF, João Paulo Charleaux, correspondente do Nexo em Paris, Victor Ferreira e Cristiane Paião, da GloboNews, e Giulia Afiune, da Agência Pública.

Marcos Buckeridge, diretor do Instituto de Biociências da USP e coordenador do programa USP-Cidades Globais no Instituto de Estudos Avançados – IEA, proferiu a Aula Magna do curso, dia 16 de maio, e refletiu sobre o que pode ser feito para melhorar a vida na região metropolitana a partir dos conceitos e experiências contemporâneas de organização das grandes cidades do mundo.

Em 23 de maio foi a vez de Gonzalo Vecina Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da USP. O sanitarista abordou questões como fila única de leitos no SUS e na rede privada para tratamento de pacientes com Covid-19, a chegada da pandemia nas periferias de São Paulo, a importância do isolamento social e da manutenção de protocolos que visam assegurar que o sistema de saúde na cidade não entre em colapso.

Eliseu Gabriel, presidente municipal do PSB e membro da Executiva Nacional, foi o entrevistado do dia 30 de maio. Além de tratar de questões como pobreza e desigualdades na cidade, o vereador discorreu sobre o desafio atual da escola diante da pandemia, que é ‘se reinventar diante do silêncio do pátio e de seus portões fechados’. E defendeu que nesta situação excepcional, estabelecer uma nova relação pedagógica se tornou um desafio tão grande para educadores quanto combater o novo coronavírus para profissionais da saúde. Formado em Física pela USP, Eliseu Gabriel é professor e está em seu quinto mandato na Câmara Municipal de São Paulo. Atualmente, preside a Comissão de Educação, Cultura e Esportes e é Corregedor do legislativo paulistano.

No dia 6 de junho a entrevistada foi Soninha Francine, do Cidadania. Em seu segundo mandato como vereadora pelo partido Cidadania, Soninha é formada em Cinema pela ECA/USP e trabalhou como jornalista em veículos como MTV, TV Cultura, AOL, ESPN-Brasil, Folha de S. Paulo e Rádio CBN. Por duas vezes foi candidata à Prefeitura de São Paulo e assumiu cargos gestores como o de Subprefeita da Lapa (2009), Superintendente da Sutaco (Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades, do governo de São Paulo em 2011/2012), Coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual do governo do estado de São Paulo (2015) e Secretária Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo (2017). Em sua conferência, a vereadora tratou de assuntos como o funcionamento da Câmara Municipal, o trabalho dos vereadores, o percurso de um projeto de lei e os trâmites para a sua aprovação, além de uma reflexão crítica sobre o papel da política na vida da cidade e dos cidadãos.

O convidado do dia 12 de junho foi Antonio Donato, do Partido dos Trabalhadores (PT). Formado em Administração de Empresas, o paulistano Donato elegeu-se vereador pela primeira vez em 2004. Desempenhou funções no executivo municipal nas gestões de Luiza Erundina, Marta Suplicy e Fernando Haddad, para quem atuou como coordenador da campanha à prefeitura, em 2012. Presidiu a Câmara Municipal em 2015 e 2016. Atualmente, o vereador preside a Comissão de Finanças e Orçamento, responsável por examinar e emitir parecer sobre o plano plurianual, as diretrizes orçamentárias, o orçamento anual, os créditos adicionais e as contas apresentadas anualmente pela Mesa Diretora da Câmara, pelo Prefeito e pelo Tribunal de Contas do Município. O foco de sua exposição foi relacionar questões de emprego e renda na cidade, em plena pandemia.

Gilberto Natalini (PV), médico formado pela Escola Paulista de Medicina, foi o convidado do dia 20 de junho. O vereador começou na vida pública no movimento estudantil contra a ditadura militar. Aproximou-se das causas populares quando, recém-formado, iniciou o atendimento médico voluntário que mantém até hoje no Cangaíba, zona leste da cidade, com um grupo de colegas. Em seus 5 mandatos como vereador em SP, tem se dedicado principalmente aos temas de meio ambiente, saúde, urbanismo e zeladoria urbana. Em 2013 foi Presidente da Comissão da Verdade Vladimir Herzog da Câmara Municipal de São Paulo e Membro da Comissão da Verdade da Unifesp. Foi Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo em 2016/2017. Em 2019, assumiu como membro da Comissão de Saúde da Câmara e, a convite da OAB-SP, assumiu como membro consultor da Comissão Permanente de Meio Ambiente da entidade. É autor do dossiê da Devastação das Matas de São Paulo, documento de 236 páginas que denuncia a derrubada de 500 mil árvores em 90 áreas dentro do município.

No dia 27 de junho foi a vez da vereadora Janaína Lima, que tratou das politicas para a primeira infância no município. Advogada e pós-graduada em Direito Público, Janaina Lima atuou como líder e porta-voz do “Vem pra Rua”. Primeira parlamentar do NOVO na cidade de São Paulo, Janaína Lima trabalhou como Subsecretária de Juventude do governo estadual e desempenhou a função de Gerente da Agenda de Desenvolvimento na Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional. Faz parte da rede NEXUS Brasil, ligada às Nações Unidas, e é Líder RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade) desde 2015.


Conheça a programação completa

Tema central: A vida da cidade no contexto da pandemia do coronavírus
9 maio | Abertura
Novos protocolos para entrevistas jornalísticas em tempos de emergência sanitária
Patrícia Campos Mello (Folha de S. Paulo); Aldo Quiroga (TV Cultura), Cristiane Paião (GloboNews), Giulia Afiune (Agência Pública), João Paulo Charleaux (Nexo) e Victor Ferreira (GloboNews)

16 maio | Aula Magna: São Paulo e Cidades Globais
Marcos Silveira Buckeridge (IEA ISP)

23 maio | Palestra / Entrevista coletiva: SUS em SP
Gonzalo Vecina Neto (FSP USP)

Palestras / Entrevistas coletivas: Ações em curso nos mandatos parlamentares que buscam responder aos desafios de uma megalópole como São Paulo

30 de maio | Eliseu Gabriel (PSB)

6 junho | Soninha Francine (Cidadania)

13 junho | Antonio Donato (PT)

20 junho | Gilberto Natalini (PV)

27 junho | Janaína Lima (NOVO)

4 julho | Police Neto (PSD)

11 julho | Encerramento: Avaliação coletiva e diplomação


Sobre o Repórter do Futuro

Trata-se de um projeto de formação iniciado em 1994 pela OBORÉ com a proposta de complementar as atividades práticas laboratoriais de alunos matriculados nos cursos de Jornalismo com foco no estímulo à prática reflexiva e no exercício da reportagem. Ao longo de quase três décadas de existência, desenvolveu e aperfeiçoou uma metodologia própria para conduzir pedagogicamente suas atividades por meio de Conferências de Imprensa seguidas de Entrevistas Coletivas.

Os alunos são acompanhados, de forma individual, na produção de seus textos e, ao final do módulo, desenvolvem uma produção jornalística - impressa, radiofônica, televisiva ou multimídia - a partir de uma reportagem de fôlego, com foco no empenho para sua publicação. É a chamada Operação Ponto Final, que neste projeto é desenvolvido em duplas e no bairro de livre escolha dos estudantes. Com esta proposta pedagógica, são igualmente beneficiados por esta formação os estagiários de comunicação que atuam nos gabinetes dos vereadores da Câmara Municipal.

A Escola do Parlamento

A Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo foi criada pela Lei nº 15.506 de 13 de Dezembro de 2011, com o objetivo de oferecer aos parlamentares e munícipes subsídios para identificar a missão do Poder Legislativo e desenvolver programas de ensino, cursos e eventos direcionados à formação e à qualificação de lideranças comunitárias e políticas.

Desde sua criação a Escola do Parlamento adotou como missão institucional a promoção de eventos voltados à formação e à educação em cidadania e política de cidadãos e servidores, além de uma série de cursos de curta duração, ciclos de debates e seminários sobre temas centrais da cidade de São Paulo. Neste sentido, destacam-se a abordagem de temas como mobilidade, cultura, imigração, população em situação de rua, questões de gênero e reforma política.

A parceria com a OBORÉ constitui importante frente de atuação da Escola na promoção da educação política dos cidadãos e profissionais que lidam diariamente com a realidade e os dilemas metropolitanos, como saúde, educação, transporte, cultura e violência. Das 13 edições do módulo Descobrir São Paulo, Descobrir-se Repórter, nove foram realizadas no escopo desta parceria com o propósito de qualificar estudantes de jornalismo para uma cobertura crítica e aprofundada da nossa cidade.

SERVIÇO


PROJETO REPÓRTER DO FUTURO
13º módulo Descobrir São Paulo, Descobrir-se Repórter
De 9 de maio a 11 de julho de 2020
Aos sábados, das 9h às 12h
Assista as coletivas ao vivo no Canal 61.4 da TV Câmara ou nas redes sociais
www.facebook.com/camarasaopaulo/
@camarasaopaulo

Realização:
Escola do Parlamento | CMSP e OBORÉ

Apoio: Abraji | IEA USP | IAB-SP | IPFD | TV Câmara

Mais informações
reporterdofuturo@obore.com
(11) 2847.4567
Visite nosso site www.obore.com
Acompanhe a OBORÉ nas redes sociais
Facebook: https://www.facebook.com/oboreprojetos/
Instagran: @_obore
Twitter: @reporterfuturo